Recomendações Gerais para Armazenamento de Fertilizantes Sólidos

Muitas vezes os fertilizantes necessitam ficar armazenados por um determinado período até serem utilizados, e como se sabe, as condições de armazenagem influem na qualidade do produto, seja nas suas propriedades químicas ou físicas.

Assim é que um produto nitrogenado, se exposto ao sol, poderá perder N por volatilização. Esse mesmo produto, a exemplo do que ocorre com os fosfatados e potássicos, se absorver umidade terá suas características físicas e químicas alteradas.

Para se manter as características do produto inalteradas até a época do consumo, alguns cuidados devem ser tomados.

Recomendações Especificas para Produtos com mistura de Nitrato de Amônio (NA)

O nitrato de amônio (NA) é considerado um excelente fertilizante nitrogenado por apresentar N mineral simultaneamente na forma nítrica e amoniacal. Entretanto, apresenta restrições quanto ao seu uso como matéria prima em fertilizantes e em relação ao seu armazenamento e estocagem em ambientes tropicais ou subtropicais.

O NA (na sua forma purificada) possui teor de N igual a 35%. No entanto, apresenta instabilidade física nesta forma. O processamento industrial de NA envolve a adição de carbonatos ou diatomáceas para revestimento ou perolização dos grânulos, aumentando o grau de cristalinidade e a estabilidade do produto final. Desta forma, os teores de N em nitrato de amônio (NA) comercial são da ordem de 33,5 até 34,5%.

Pode-se destacar a sensibilidade do produto em relação à variação de temperatura. Grânulos de NA submetidos a variações extremas de temperatura (acima de 32oC) perdem e/ou quebram a estrutura cristalina, ocasionando a expansão de volume e o aumento da higroscopicidade (absorção de umidade) do material.

O NA trata-se de um fertilizante altamente higroscópico, com umidade crítica de aproximadamente 62%, contra 70% e 80% da uréia e do sulfato de amônio, respectivamente. A quebra da estrutura cristalina determina uma diminuição ainda maior do ponto de umidade crítica. O aumento na umidade pode causar o “empedramento” (caking) dos grânulos, além da formação de sítios de oxi-redução no material e a perda de nitrogênio volatilizado na forma de óxidos (NOx) ou amônia (NH3).

Armazenagem de Misturas com Nitrato de Amônio (NA)

A exposição de misturas fertilizantes contendo nitrato de amônio (NA) diretamente a fontes de calor e/ou umidade e a falta de arejamento nos locais de armazenagem compromete tecnicamente as matérias primas e determina a degradação dos fertilizantes e o rompimento da sacaria.

De maneira geral, é recomendado tecnicamente que o nitrato de amônio ou fertilizantes a base de nitrato de amônio não sejam armazenados a céu aberto.

Medidas para um correto armazenamento de Fertilizantes com Nitrato de Amônio

  • Evitar armazenar fertilizante a base de nitrato de amônio a céu aberto;
  • Se armazenado a céu aberto, colocar o fertilizante em áreas sombreadas;
  • Utilização de tapumes de madeira para sombreamento dos lotes;
  • Utilização de papelão/isopor para isolamento parcial das fontes de calor;
  • Outras mais que permitam o arejamento dos produtos e evitem o contato direto com os raios solares e variações extremas de temperatura e umidade no ambiente de armazenagem.

Como a Soluforte pode contribuir com sua empresa ?

Nós desenvolvemos bolsões e lonas térmicas para estabilizar e manter a temperatura dos produtos, garantindo que a as características iniciais sejam mantidas até a utilização dos fertilizantes.

 

Referências Bibliográficas

ANDA. Manual de Controle de Qualidade de Fertilizantes Minerais Sólidos. ANDA – Associação Nacional para Difusão de Adubos e Corretivos Agrícolas. São Paulo – SP, 1988.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *